Esporte Nordeste

News

Navegação

Belo deu adeus ao Nordestão 2018

O Botafogo-PB deu adeus à Copa do Nordeste na noite da última quinta-feira após um empate sem gols diante do Bahia, em Salvador. O Belo saiu da competição sem perder na capital baiana. Na primeira fase, o time bateu o Tricolor de Aço na Arena Fonte Nova por 1 a 0. Na noite desta quinta, Leston Júnior colocou quase a sua força máxima em campo, mas o que se viu no gramado de Pituaçu foi um time que parecia estar conformado com a eliminação.


O técnico Guto Ferreira poupou alguns jogadores titulares e mandou a campo uma equipe alternativa, com Everson, João Pedro, Mena, Edson, Flávio, Régis e Júnior Brumado entrando de primeira. Já o Botafogo-PB teve os desfalques de Gedeilson, Felipe Cordeiro e Gladstone. Rogério, que é titular absoluto, e Mário Sérgio, reserva, não podiam enfrentar o Bahia. O volante já havia jogado a competição pelo Fluminense-BA, enquanto que o atacante, que tem contrato com o Tricolor, não atuou por força de contrato.

Neste cenário, o Belo, que tinha que reverter o placar de 2 a 1 que o Bahia construiu na ida, no Almeidão, pouco agrediu o adversário. Jogando no seu tradicional e funcional 4-2-3-1, o time de Leston Júnior, que vem sendo bem ofensivo, jogou a maior parte do confronto sem a bola e quando a teve não demonstrou a qualidade que vinha tendo nos últimos jogos.

Djavan foi o escolhido para substituir Gedeilson e, na ala, foi bem na marcação, mas pouco ajudou ofensivamente. Allan Dias, que jogou no lugar de Rogério, quase nunca chegou próximo a área para tentar definir jogadas. Marcos Aurélio, mais uma vez, foi o melhor jogador do time, mas acompanhando o clima da equipe, muito mais tímido do que o normal.

O time tentou fazer o que normalmente faz nos jogos e buscou marcar a saída do Bahia. Mas sem pressionar os zagueiros, o que facilitava a quebra da primeira linha, formada por Marcos Aurélio, Nando e Dico. Sem essa resistência, o Tricolor logo achava espaço pelo meio para iniciar as jogadas perigosas. Rafael Jataí e Allan Dias, no meio, e Lula e Walber, na zaga, acabaram sobrecarregados.

Sem gana ofensiva, o Botafogo-PB foi acuado na maior parte do jogo e a verdade é que o empate em 0 a 0 acabou saindo barato e sendo uma despedida bem honrosa, em termos de resultado. Em noite também não muito inspirada, o Bahia foi superior ao Belo e criou chances reais de gols. Zé Rafael perdeu sem goleiro na primeira etapa, após grande recuperação de Walber que tirou na linha. Alione e Élber carimbaram a trave de Saulo. Kayke, na segunda etapa, em seu primeiro toque na bola, perdeu na cara do gol.

Até agora o Bahia foi a grande pedra no sapato botafoguense na temporada. A exibição não foi das melhores, mesmo com a ressalva de o adversário ser notadamente melhor em todos os aspectos, mas o momento do Belo é interessante. Nos últimos seis jogos, a equipe comandada por Leston Júnior só levou em uma partida: contra o Bahia, no Almeidão, na ida das quartas finais do Nordestão, onde perdeu por 2 a 1. Ao time da estrela vermelha agora sobra a Série C e o sonho de chegar à segunda divisão nacional.

GE
Share

Gospel Bahia

Esporte nordeste mostra o futebol dos times nordestino atuando nas principais competições esportivas do Brasil

Deixe sua Opinião:

0 comments: