Esporte Nordeste

News

Navegação

Fluminense-BA vence o Santa e avança de fase na Copa do Brasil

Inofensivo, ineficiente, desorganizado. Assim esteve o Santa Cruz na noite desta quarta-feira, em Feira de Santana. Com tantos atributos negativos reunidos em uma partida só, o resultado da partida tratada como “decisão” pelo clube não poderia ser diferente: derrota para o Fluminense por 2 a 0.


O revés significou a precoce eliminação na primeira fase da Copa do Brasil e a perda da premiação de R$ 600 mil, que ficou com o time baiano - adversário do Náutico na segunda fase do torneio nacional. Em cinco jogos na temporada, o time comandado pelo técnico Júnior Rocha empatou três e perdeu dois. Os gols do Flu foram marcados por Maranhão e Levi, um em cada etapa da partida.

Superior de ponta a ponta no primeiro tempo, o Fluminense saiu para o intervalo com uma justa vitória parcial. Desde os primeiros, o Santa Cruz sofreu com uma marcação intensa. Sem conseguir sair para o jogo conforme pede o técnico Júnior Rocha, com trocas de passes, foram muitos e repetidos os erros da equipe. Não fosse o goleiro Tiago Machowski, o prejuízo, fruto da falta de alternativa de jogo tricolor, seria muito maior.

Após a blitz nos minutos iniciais, o Tricolor chegou a equilibrar as ações da partida em meados da etapa. Aos 20, o estreante Luiz Otávio chegou a arriscar de fora da área. Mas a bola passou sem perigo. Dois minutos depois, foi a vez de Vinícius finalizar, naquela que foi a melhor chance do time no primeiro tempo. Deola defendeu. A partir daí, um personagem ganhou destaque na partida: Tiago Machowski.

Aos 24, Moreilândia faz grande lançamento para Levi, que ganhou na corrida para Vítor. De frente com o goleiro, chutou para o milagre de Machowski. Aos 31, mais uma defesa Tiago Machowski. Roberto Pítio recebeu dentro da grande área e chutou rasteiro. O goleiro tricolor fez mais uma defesa difícil. Dez minutos depois, porém, veio o inevitável. Maranhão aproveita o rebote de Machowski e mandou para as redes. O detalhe é que o goleiro coral falhou ao ceder o rebote no lance.

Mesmo com a vitória parcial simples, que já garantia a classificação, o Fluminense manteve a marcação em linha alta e um futebol de alta intensidade sobre a defesa coral. Em dez minutos, foram três boas chances com Levi, que parou duas vezes em Machowski. Na terceira jogada, Paulo Henrique evitou o gol mandando a bola para escanteio.

Com um Santa Cruz inofensivo, sem conseguir qualquer sequência de dois, três passes, o Fluminense seguiu melhor. Administrando o jogo, mas sem perder o foco na busca pela ampliação da vantagem. Na reta final do jogo, Júnior Rocha sacou o volante Jorginho para a entrada do meia-atacante Jeremias. Aos 35, Moreilândia se machucou e deixou o Flu com um a menos - porque o time já fizera as três alterações. Quando o Tricolor ensaiava um “tudo ou nada”, eis que o Fluminense colocou um ponto final na esperança coral aos 40 minutos. Luiz Paulo aproveitou vacilo de Paulo Henrique e cruzou rasteiro para Levi, que dividiu com Renato Silveira e viu a bola morrer nas redes. A equipe baiana estava classificada.
Ficha do jogo
Fluminense de Feira 2
Deola; Edson, Eduardo, Ranieri (Rafhael Silva) e Daniel; Rodolfo Potiguar, Deizinho (Luis Paulo), Moreilândia e Levi; Maranhão e Roberto Pítio (Negueba). Técnico: Evandro Guimarães

Santa Cruz 0
Tiago Machowski; Vítor, Genílson, Renato Silveira e Paulo Henrique; Jorginho (Jeremias), Luiz Otávio, Arthur Rezende (Geovani), Héricles (Daniel Sobralense) e Robinho; Vinícius. Técnico: Júnior Rocha.

Local: Joia da Princesa, em Feira de Santana.
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS).
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e André da Silva Bitencourt (RS).
Gols: Maranhão (41’ do 1ºT) e Levi (40’ do 2ºT) (F).
Cartões amarelos: Rodolfo Potiguar e Levi (F);  Geovani (S).

superesportes
Share

Gospel Bahia

Esporte nordeste mostra o futebol dos times nordestino atuando nas principais competições esportivas do Brasil

Deixe sua Opinião:

0 comments: