Esporte Nordeste

News

Navegação

O que pensa o novo técnico do ASA

O anúncio de Luiz Paulo Souza como treinador do ASA para 2018 gerou curiosidade no torcedor alvinegro. O treinador não tem história no futebol alagoano e chega para o seu primeiro desafio como técnico principal no estado. Mas quem é Luiz Paulo Souza?


Curiosamente, essa não será a primeira vez que ele trabalha no futebol de Alagoas. Quando estava se profissionalizando pelo Friburguense, ele chegou a ser emprestado ao Capelense para a disputa do Campeonato Alagoano, mas não atuou. Depois de rodar por países como Panamá e Finlândia, ele voltou ao país e resolveu mudar de vida dentro do futebol:

- Comecei (como jogador) com 14 anos, fiz a base toda pelo São Cristóvão, Friburguense, onde me profissionalizei. Passei rapidamente pelo Capelense, foi uma experiência boa, apesar de não ter atuado. Joguei também no Panamá e na Finlândia e terminei num clube aqui do Rio, chamado Nova Cidade, numa situação ruim por conta do joelho. Foi aí que eu resolvi parar para estudar.

A partir daí, Luiz Paulo se formou em educação física, fez o curso de técnico do sindicato dos atletas do Rio de Janeiro. Com a formação em mãos, ele ganhou oportunidades como treinador no Duque-Caxiense, depois passou um bom tempo trabalhando com a base. Foram seis anos no Vasco sub-17 e sub-19, onde ajudou a formar nomes como Phillipe Coutinho, Alex Teixeira, Alan e Luan. Na saída do Vasco, trabalhou no Remo, onde dirigiu a base e o time principal, conseguindo o vice-campeonato paraense em 2012.

Após rodar por vários clubes do Rio, ele fez um período de estágio com Tite. Luiz Paulo inclusive tem uma visão similar a do técnico da Seleção no que se refere ao que ele entende como eficiente no futebol:

- Gosto de um time rápido, com transições rápidas na parte ofensiva e defensiva. Se possível, vamos treinar para implantar isso no ASA. Gosto do futebol jogado sempre no campo do adversário. Vou analisar a questão de cada atleta , e depois montar um esquema tático.Gosto de jogar ofensivo, porém equilibrado.

Após trabalhar em Portugal na temporada 2016-2017, onde conseguiu a licença de treinador da UEFA, ele ficou livre no mercado e aceitou o desafio de comandar o Alvinegro em 2018. A ideia dele é participar da montagem do elenco junto a diretoria Alvinegra. Segundo o presidente, Nelson Filho, Luiz Paulo Freitas Nascimento e Zé da Danco serão os responsáveis diretos pela escolha dos atletas que irão jogar no ASA na próxima temporada.

Perguntado sobre o seu conhecimento sobre o futebol alagoano, Luiz Paulo mostrou estar ligado nos grandes clubes locais. Ele inclusive mencionou dois dos destaques de CSA e CRB na temporada, mas reforçou que irá se aprofundar ainda mais quando chegar em Arapiraca para começar a trabalhar com o elenco:

- Conheço o futebol local como quase todo treinador de fora. Conheço bastante o CSA e o CRB, acompanhei muito o CSA neste ano. O Jorge Fellipe, aqui do Rio; o Diego do CRB, que foi da base do Vasco… Sei que é um campeonato local forte, com CSA, CRB, Murici, Santa Rita, que era o Corinthians Alagoano. Chegando em Arapiraca no dia 4 de dezembro, eu vou procurar saber ainda mais sobre os adversários para não ser surpreendido.

GE
Share

Gospel Bahia

Esporte nordeste mostra o futebol dos times nordestino atuando nas principais competições esportivas do Brasil

Deixe sua Opinião:

0 comments: